Pular para o conteúdo principal

Postagens

Hoje é dia de saudade....

Hoje o coração acordou nostálgico, cheio de saudades e de flashes de nossos momentos.
Hoje completaríamos sete anos de uma relação que tinha tudo pra ser a relação das nossas vidas... E que de certa forma, não deixa de ser. Uma relação cheia de prós e contras, mas que da nossa maneira, conseguiu se fazer colorida e cheia de lembranças que me arrancam sorrisos.

Hoje não quero porquês, nem imaginar como seria se estivéssemos juntos, não quero me perguntar onde erramos, ou pensar em mil ideias mirabolantes pra te fazer perceber que valeria a pena ter acreditado mais em nós (é, essas ideias vira e mexem surgem, rs).
Hoje eu só quero a alegria de relembrar a nossa caminhada, árdua mas cheia de sorrisos, de troca, de sentimentos, de desejo (muito desejo), de companheirismo, colo, olho no olho, conselhos, de brigas também, mas de reconciliações que só nos aumentavam a certeza de que o que carregávamos no peito era real, verdadeiro e intenso.

Hoje eu quero lembrar do teu abraço, aquele que me co…
Postagens recentes
Tava aqui pensando no nosso último encontro...
Depois de ser tua daquele jeito tão nosso de sermos um do outro, ouvi de você coisas que por anos te pedi pra falar e você sempre evitou.
Pra ser sincera, naquele momento eu tava tão feliz por estar contigo (somente pelo fato de estar, porque isso me causava uma felicidade que você nunca entenderia), e ao mesmo tempo com tanto medo por saber que aquela poderia ser a última vez que estaríamos juntos, por saber que aquele momento era uma possível despedida, que não processei com calma as coisas que você falou, apenas as guardei em minhas lembranças.
Fazem muitos dias, e enquanto eu buscava uma forma menos dolorosa de ir minando o meu sentimento por você. Hoje a saudade bateu forte e resolvi que era hora de fazer uma retrospectiva de tudo, desde o dia em que te vi pela primeira vez, até o nosso último encontro... Era hora de entender certas coisas e aceitá-las de uma vez por todas.
Enquanto eu refletia e relembrava nós dois, fechei os olhos e …

Amar é sentimento de gente corajosa

As vezes me pergunto como teria sido se você tivesse tido coragem, se você tivesse dito sim pra nós dois.
Ultimamente tenho refletido sobre tudo o que vivemos desde que as nossas vidas se cruzaram. Pensando no quanto dei e no quanto recebi. No que fomos e no que poderíamos ter sido...
Conclusão?
Tarde demais pra questionamentos e suposições, fizemos as nossas escolhas e o que importa é vivê-las. Já não importa mais quem errou, da mesma forma que a vida nos juntou ela nos separou, e não adiantam lamentações.
Aprendi que quando buscamos muitas justificativas pra não viver o que dizemos querer é porque talvez, não queríamos tanto assim. É preciso valorizar quem realmente nos ama. Não esse amor dito, esse amor que é cercado por barreiras, vontades e promessas vazias da verdade. Falo do amor no ato, o amor que tem atitude, o amor que quer e se faz acontecer.
Ninguém é infeliz por falta de sorte, as pessoas são infelizes por falta de coragem. Por acharem que é do outro a responsabilidade de fa…
"Tentei uma, duas, três… perdi a conta. Tinha um plano A, um B, um C, e você sabe como o alfabeto termina. Você me deu milhares de razões pra ir embora, isso tudo em ordem cronológica. Nunca consegui desisti, nunca consegui ir embora, e isso é horrível, porquê eu sei que mesmo que acabassem todas as alternativas, eu ainda ia acreditar na gente, esse negócio todo de esperança é foda."

E só me resta sentir...

Hoje a saudade bateu tão forte, tão forte, que o peito parecia que ia explodir. Sabendo que não devia eu te procurar, optei por procurar lembranças suas, lembranças nossas.
Em caixas, cadernos, músicas e arquivos no computador, existia mais de nós do que eu poderia imaginar. Sete anos de história espalhados por guardados que eu já nem lembrava, e então uma viagem no tempo começou.
Sozinha no meu quarto, pude reviver tantos momentos. Dei risada alto, sorri feito boba, me achei meio boba, me emocionei, chorei...
Por várias vezes me perguntei o porque de não ter sido diferente. São tantas as perguntas sem respostas e uma certeza, éramos tão felizes, nos entendíamos e nos completávamos tão perfeitamente. Um casal quase imbatível. rs
Fotos, conversas, textos, músicas, enxurrada de declarações, planos que hoje não passam de recordações de um amor que tinha quase tudo pra dar certo, só faltou coragem.
A saudade não passou, acho até que nunca vai passar, mas no meio de todas  as lembranças q…

Caralho...

De repente, o meu coração voltou a pulsar...

De alguma forma, você voltou a colorir os meus dias. Poder acordar e dedicar parte do meu tempo falando contigo era algo que eu não acreditava mais viver, e lá estava eu, te dando bom dia novamente. Parece bobo, mas era revigorante a alegria da tua "presença".
Cá estávamos novamente, razão e coração, brigando pelo que alguns chamam de falta de juízo, mas que eu prefiro chamar de amor.
A ansiedade pela possibilidade de mais que falar, mas vê-lo, me causavam borboletas no estômago. Era como se o tempo voltasse, e como no início de tudo, eu era aquela menina loucamente apaixonada e mais inconsequente do que nunca.
Encontro marcado e eu contava os segundos pra poder te ver. Ansiedade, medo, angustia, felicidade e mais um turbilhão de sentimentos iam se misturando a cada segundo que passava a tua espera. Dentro do peito a bateria da escola de samba na sapucaí e as pernas pareciam acompanhar cada batida. As mãos suavam e a cabeça ficav…

É mais um dia sem você...

Faz um ano...
É tão estranho imaginar que já faz tanto tempo. No fundo, apesar de tudo, nunca cogitei a possibilidade de ficar tanto tempo sem você.
Admito que nos primeiros meses me fiz de durona, o orgulho ferido me fez forte em todas as vezes em que minha vontade era te procurar e desesperadamente te pedir pra não fazer isso com nós dois, com a nossa história. O tempo foi passando e mesmo assim, achei que cedo ou tarde, o que vivemos falaria mais alto e estaríamos nos braços um do outro logo logo. Mas aí, você foi mais forte que eu... e a tua força por diversas vezes me obrigou a ser forte também, ou a pelo menos fingir que era.

Faz dias que a saudade de repente apertou feito nó cego, daqueles que a gente tenta desfazer, se esforça um bucado, pede até ajuda, mas no fim acaba desistindo... Ele é mais forte.
Com essa saudade as lembranças esculhambaram. Parecem ter combinado de virem a tona todas de uma vez.... Tão difícil lidar com elas sabendo que não vão passar de lembranças, de …