Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

Apenas me leia...

E às vezes tudo o que eu queria era não precisar dizer absolutamente NADA! Queria que todo esse nosso amor e nossa química fossem matérias suficientes pra que você tivesse aprendido a me ler. Ler sem nem uma dúvida cada olhar meu. Que soubesse decifrá-los sem muito esforço e assim pouparíamos tempo, explicações, palavras...
Quero poder abusar do silêncio ou apenas de sons que a boca não emite. Sons que os nossos ouvidos não conseguem escutar, que só conseguem ser percebidos diante da fusão tão perfeita em que fazem o olhar, o toque e esse sentimento que me prende a você.  Sons como o do meu coração acelerado quando te vê, quando estamos pertinho um do outro. Som dos meus pêlos arrepiando cada vez que sinto quente a tua respiração embaçando o meu cangote.  Da temperatura do teu corpo aumentando no mesmo compasso dos nossos desejos. Som das tuas mãos passeando pelo meu corpo, mãos que passeiam querendo fazer reconhecimento de território. Território esse já reconhecido e dominado por você. So…

Saudade de mim... Saudade de você

Hoje acordei com saudade de mim, saudade daquela que eu era quando estava com você, saudade daquela menina que hoje, quando olho, está sentada no canto do quarto, hora ouvindo propositadamente músicas que me lembram você, hora ouvindo o silêncio. E em todas as circunstâncias me questionando porque tem que ser assim. Saudade daquele coração acelerado cada vez que imaginava que te veria, cada vez que te via. Das pernas bambas. Da boca seca. Das inumeras noites de insônia causadas pela própria saudade. Da cara de boba que as tuas surpresas me causavam. Dos sorrisos sem motivos, apenas pela alegria de tê-lo, perto ou não. Das pirraças que me deixavam doida de curiosidade e me irritavam por isso, mas que eu adorava. Saudade te te pegar me olhando com ternura, com carinho. Das nossas loucuras a cada tentativa de realizar nossos desejos. Saudade de te provocar sem pena e te enlouquecer de tanta vontade de mim. De me empenhar em satisfazer as suas fantasias mais loucas. De te abraçar forte sem…

The End

E naquele dia, depois do tapa que a realidade me deu ao dizer-me que os meus planos de virar o ano ao teu lado, não seriam possíveis, eu me senti obrigada a tentar te fazer optar por nós... Ou não!
 Teu sorriso meio tímido, pedindo o meu, que se formava ainda mais tímido deixava clara a tensão momentânea. A naturalidade não conseguia fazer parte da ocasião... Ao te olhar já sabia que nada seria como antes, eu teria que ir contra tudo aquilo que o meu coração gritava dentro do peito e agir com a razão. Eu não queria aquele momento, eu não queria abrir mão de você, abrir mão de uma felicidade que a tempos eu não vivia. Eu não queria por um fim naquilo que um dia acreditei que podia ser pra sempre, por um fim em planos que fiz sozinha, em planos que fizemos juntos. Por alguns segundos, enquanto te dizia coisas que no fundo só queriam arrancar de você uma ponta de esperança para que eu não precisasse desistir, senti os seus olhos tentando não se afogar em lagrímas que ja haviam agogado os…