Pular para o conteúdo principal

Meu primeiro, e último amor.




Era fim de tarde, o mar brincava de formar ondas manchando a imensidão azul de branco enquanto o sol ia se despedindo. O vento soprava os meus cabelos entrelaçando-os de maneira desajeitada. Os pés descalços na areia já fria, enquanto devagar as luzes no céu iam se acendendo e a lua cheia iluminava o teu rosto desenhado em minha mente e refletido nas águas do mar...
A saudade de você era inevitável, as lembranças de nós dois vinham a mente sem que eu tivesse controle, e devagar eu já não estava mais ali.
Eu estava sentada entre almofadas, num luau, rodeada de amigos e de repente eu escutava uma voz chamar teu nome. Quando te olhei logo senti que de alguma maneira o meu destino estava ligado ao teu, e te quis, naquele primeiro momento eu te quis meu e profetizei isso em palavras e pensamentos.
Meses se passaram nas lembranças e os nossos olhares se cruzavam novamente, numa casa, só nós dois e a nossa vontade um do outro. A boca seca e o primeiro beijo - tão bom -. Primeiro de tantos, dos que ainda nem vieram, mas que aguardo ansiosa. O primeiro toque e um desejo que exalava pela pele. Um Q, de quero mais...
E mais tempo se passou e a primeira declaração, em forma de música. Arrancando o primeiro sorriso bobo, o primeiro suspiro. O teu olhar doce confundia as minhas más intenções.
E ai veio a nossa primeira vez... Ainda respiro fundo ao relembrar das tuas mãos me segurando forte e o teu poder sobre mim. Do jeito que me fazia perceber o quanto havia valido a pena esperar, o quanto em teus braços eu me sentia mais satisfeita do que em qualquer outro.
A primeira noite juntos, a primeira vez que te vi dormir enquanto o sono fugia de mim para que eu pudesse ficar a te admirar. A alegria de manhãzinha ao te ver abrir os olhos e sorrir pra mim. A tristeza de ter que me despedir e te deixar ir.
O primeiro "Eu te amo" seu - O primeiro porre - O primeiro "Eu te amo" meu. rs
A primeira viagem, as nossas histórias, as primeiras ceninhas de ciumes, momentos e lembranças que iam se desenhando ao redor de nós dois. O primeiro aniversário e o primeiro desejo de que aquela data se repetisse por anos e anos. A primeira  briga e a primeira vez em que me dei conta de que não conseguia mais viver sem você. A reconciliação e a primeira vez em que dobrei os joelhos no chão e pedi a Deus que me permitisse te fazer feliz, pra sempre.
Tantas primeiras coisas, tantas lembranças, tantas saudades e uma certeza... Diante do que hoje consigo enxergar do amor, os outros foram os outros, relações que me preparam pra ser sua, pontes que me permitiram chegar a você - O meu primeiro amor. O meu desejo de que além do primeiro, seja o último.

É tarde... hora de calçar os pés, se despedir do mar e voltar para casa...

Dila Mota

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ta doendo... Mas vai passar!

É engraçado como me permito ser magoada. Chega a ser patético me olhar no espelho e me dar conta do quanto tenho cuidado mal de mim.
Essa minha mania de ser compreensiva, paciente, boba, só tem me ajudado a aumentar a minha coleção de mágoas e lenços molhados de lágrimas. E não me refiro apenas a você, que tem sido o maior responsável por elas, me refiro ao que me cerca, ao que me beija o rosto e como Judas, me trai.

...

Ta doendo, ardendo em fogo aqui dentro. É como a carne viva, exposta, propícia a ser tocada e voltar a doer e sangrar novamente. Ta doendo e eu não sei o que fazer. Me sinto perdida entre sentimentos e vontades. Vejo a minha vida como as letras do teclado, embaçadas em meio as lágrimas que não sabem se caem ou são engolidas pelo meu orgulho.
Eu já não sei qual das mulheres preciso ser ou voltar a ser pra que eu te convença a se entregar ou me deixar ir. Eu já nem sei mais se quero te convencer de nada. Eu só preciso desesperadamente que de alguma maneira o alivio cai…

Acorda Menina!!

Acorda menina...

Levanta desse leito que você transformou sua vida, abre as janelas dessa escuridão e se permita a luz. Abre os teus olhos pra vida, ela tem te dado sinais claros de que ai dentro desse mundinho teu, as coisas que te aguardam lá fora não vão acontecer. Você merece mais que frestas de luz, você merece mais que o aquecimento desse cobertor que você utiliza pra encobrir tuas fraquezas, você merece mais que as tentativas de abrir os olhos querendo acordar e por preguiça de lutar por aquilo que merece, voltar a dormir.
A tua covardia em acreditar que no teu mundo de sonhos TUDO pode acontecer e que estas coisas acontecem do jeito que você quiser é pura ilusão. Sonhar é delicioso, mas a realidade dos fatos pode ser ainda mais interessante. Sonhar é magico, mas a magia real é transformar nossos sonhos em verdades pro mundo, não apenas pra nós.

Acorda menina!

Sabe aquele lugar lindo, com raios de sol, com flores, com o som dos pássaros, com a companhia perfeita e uma felicidade…

May... Amiga, irmã, cumplice, companheira, especial!

Tem irmãos que a vida nos dá, tem irmão que a gente escolhe. Eu escolhi você! Na nossa amizade, tudo é tão diferente. Até os momentos mais tensos acabam numa resenha sem tamanho.  É incrível como nos damos bem, como nos entendemos somente em nos olhar.  Com você conheci uma amizade diferente de tudo que já tinha vivido, é uma amizade livre, que não cobra, que não julga, que não questiona... apenas existe, se faz sentir e me faz bem. Adoro as nossas reuniões pra falar das novidades, dos nossos casos e acasos, dos conselhos, do riso sem motivo, do carinho tão sincero, da preocupação, as armações pras nossas loucuras mais secretas, das gargalhadas, das nossas viagens cheias de histórias pra contar (viagens que por sinal, andam fazendo falta). Adoroo tudo em você! Brigada por existir e mais ainda, por fazer parte da minha vida. Que a nossa amizade seja eterna enquanto dure, e que dure para sempre.
Ta ai a mensagem que você me mandou e que eu prometi postar aqui em sua homenagem... não sei porque…